Morar em Belém: Conheça os 5 bairros mais interessantes da cidade

Deseja morar em Belém? Fique por dentro dos 5 bairros mais interessantes da capital

Atualizado em 16 Nov 2022 - Autor Zuk
Morar em Belém: Conheça os 5 bairros mais interessantes da cidade

Acapital mais chuvosa do país foi fundada por portugueses em 1616. Nesse sentido, Belém, a cidade da qual elegemos os 5 bairros mais interessantes para morar, tem temperatura que orbita entre 30ºC e 42ºC, durante o ano inteiro e uma média de umidade na escala dos 98%.

 

Belém também é reconhecida como a Cidade das Mangueiras, as árvores que recobrem 30% da cidade, foram trazidas da Ásia, como parte de um projeto de arborização do município no início do século 20.

Desse modo, as espécies além de purificarem o ar, ao oferecerem as sombras para amenizar o clima quente e úmido, do local, também são consideradas integrantes do patrimônio histórico e ambiental pelo (Iphan).

Com mais de 1 milhão de habitantes, a história da localidade está relacionada à construção do Forte do Presépio - palco de disputas entre os povos indígenas e os colonizadores. Contudo, Belém do Pará é uma das cinco cidades com maior Índice de Desenvolvimento Humano (IDH) da região Norte.


O turismo para a visitação das 42 ilhas que compõem a região, é uma das atividades econômicas responsáveis por nutrir o PIB do estado. Ainda assim, o catolicismo, herança direta dos jesuítas, é um outro traço muito presente na cidade.


Por exemplo, a Festa do Círio de Nazaré, que ocorre na segunda semana de outubro, chega a atrair 2 milhões de fiéis e visitantes durante as celebrações.

Por que morar em Belém?

Em princípio, para quem deseja morar nos 5 bairros mais interessantes da capital, precisa compreender que Belém é considerada a segunda cidade mais populosa da região. Seja como for, a urbe mantém um certo charme portuário, além de ser a entrada ideal aos que desejam conexão com a paisagem da floresta amazônica.

De outro modo, se você decidir morar em Belém, tenha a certeza de que estará mergulhado em uma atmosfera quente, mas com alamedas sombreadas, prédios históricos e culinária baseada em raízes e frutos de sabores exóticos.

Apesar disso, como em qualquer cidade turística, o trânsito local precisa ser considerado, na hora da busca por imóveis na região, a ideia é que você não perca tempo com os deslocamentos entre os trajetos durante os horários de pico.

 

Veja também:

Conheça os melhores bairros para morar em Belém

Nazaré: O distrito é um dos mais valorizados por conta da rede de serviços, sugestões de lazer e localização. Além disso, o bairro também abriga uma das escolas mais tradicionais da capital: o colégio Santa Catarina de Sena. Por lá, também situa-se a Basílica do Santuário, onde ocorre o Círio de Nazaré, a festa religiosa mais famosa do mundo.

Umarizal: Concentra o metro quadrado mais caro da capital. No passado reduto da boemia belenense, atualmente, tem vocação residencial e apresenta ótima infraestrutura de hospitais e escolas. Além disso, os moradores que gostam de badalação, podem contar com a avenida Almirante Wandenkolk, a mais famosa do lugar, que abriga ótimas dicas de bares e restaurantes.

Batista Campos: Boa pedida para morar por conta das ruas mais tranquilas e organizadas. Também é considerado um dos lugares mais seguros das imediações. Seja como for, a zona próxima à Avenida Nazaré concentra os principais shoppings e lojas de Belém.

Marco: O nome faz alusão ao limite final da cidade. Atualmente, a localidade arborizada da Zona Leste, oferece ótima qualidade de vida e redes de transportes bem equipadas para quem decide habitar o bairro. O lugar abriga a Universidade do Estado do Pará, o Sesi, a Embrapa e o Jardim Botânico Bosque Rodrigues Alves ? uma área preservada inspirada no parque Bois de Boulagne de Paris.

São Brás: Próximo ao centro, a área nobre possui vias largas e arborizadas, grandes quarteirões e bons imóveis e estrutura completa de serviços. O bairro, o mais antigo de Belém, possuía centenas de casarões, do início do século XX, reflexo das riquezas geradas durante o ciclo da borracha. Porém, com a modernização restaram poucos resquícios, dessa arquitetura tradicional, a exemplo do Colégio Pequeno Príncipe, do teatro São Cristóvão ou do Palacete Passarinho.

Sobre a Zuk

A aquisição de bens por leilões é uma modalidade que está em alta justamente por possibilitar bons descontos em relação ao preço praticado pelo mercado. Com uma boa pesquisa e planejamento, você consegue comprar seu imóvel no leilão da plataforma Zuk.

Para garantir uma boa oferta no terreno que você está buscando, também é essencial contar com o apoio de uma empresa parceira. A Zuk tem mais de 35 anos de experiência na área, além de ter as melhores oportunidades, conta com uma equipe especializada para orientá-lo em toda a sua jornada de compra, da pesquisa do imóvel ao pós-venda!

 

 

Para mais informações, acesse as plataformas digitais: