Conheça as Diferenças entre Leilões Judiciais e Leilões Extrajudiciais

Você não sabe a diferença entre leilões judiciais e extrajudiciais? São bens que podem ser vendidos por motivos Judiciais ou Extrajudiciais. Entenda mais!

Atualizado em 03 Nov 2022 - Autor Zuk
Conheça as Diferenças entre Leilões Judiciais e Leilões Extrajudiciais

o
mercado de leilões é, além de imenso, extremamente abrangente. Por meio dele, empresas comercializam todos os tipos de bens duráveis, e no caso da Zuk, são comercializados imóveis residenciais, comerciais e rurais.

As vendas por esse meio podem ocorrer de maneira presencial, on-line ou simultânea e os bens podem ser vendidos por motivos Judiciais, ou Extrajudiciais. Conheça esses dois tipos de leilão e fique por dentro de suas diferenças!

Leilões Extrajudiciais 

Nessa categoria de leilão, o bem que será vendido pode ter diversas origens, como particular (de pessoa física, jurídica ou instituição bancária) ou ser proveniente de alienação fiduciária, quando o bem foi dado como garantia para uma instituição financeira. Ou seja, é um modelo de garantia de propriedades que se baseia na transferência de bens para o pagamento de uma ou mais dívidas a partir de um acordo firmado entre credor e devedor.

Nesse tipo de processo, são realizados dois leilões: no primeiro, escolha do valor é combinado pelas partes em contrato, podendo ser ou pelo valor do imóvel atualizado, ou pelo valor atribuído para recolhimento de ITBI (Imposto de Transmissão de Bens Imóveis). Já o segundo leilão acontece pelo valor da dívida somada às despesas e outros encargos.

Leilões Judiciais 

Nesse caso, o bem a ser leiloado tem origem em um processo judicial. Ou seja, independentemente do motivo, a venda está sendo realizada com o intuito de quitar uma ou mais dívidas jurídicas com o valor proveniente da mesma.

 

Para saber se os imóveis que estamos leiloando são judiciais ou extrajudiciais, basta verificar diretamente na página do imóvel. Você poderá conferir o logo do comitente, se é uma instituição financeira, uma empresa, particular ou do Tribunal de Justiça de SP. Se ele for Judicial, haverá, no campo: "Detalhes do Imóvel", o número do processo no qual o mesmo está envolto. Caso essa sequência não esteja presente, significa que o mesmo será leiloado na categoria Extrajudicial.

Agora que você já sabe as diferenças entre os tipos de leilão se inscreva em nossa newsletter para não perder nenhuma novidade.

Veja também:

Leilão de imóveis: Como funciona e tudo que você precisa saber
Como participar, dar lances e arrematar em leilão de imóvel?
O que fazer e como proceder após arrematar um imóvel em leilão?

Para mais informações, acesse as plataformas digitais: